SINDRACSE

Montagem criada Bloggif

Seguidores

gerador de texto

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

CURSOS ONLINE - UNA SUS

o UNA-SUS em Números    Perguntas Frequentes
Cursos  Como participar?  Demonstração de Cursos  Cursos abertos o Atenção à Saúde Auditiva o Atenção à Saúde da Pessoa Idosa o Atenção Domiciliar o Atenção Integral à Saúde da Criança o Atenção Integral à Saúde do Homem o Atenção Integral à Saúde da Pessoa Idosa o Capacitação em Saúde da Pessoa Idosa o Chikungunya o Delineando um projeto de pesquisa o Dengue o Direitos Autorais o Doenças do Aparelho Digestivo o Doenças Infectocontagiosas na Atenção Básica o Eventos Agudos o Prevenção e Manejo de Pacientes Oncológicos na Atenção Primária à Saúde o Gestão Local de Desastres Naturais para a Atenção Básica o Hanseníase na Atenção Básica o Hemograma, Anemia e Linfadenopatia o Influenza o Introdução à Avaliação em Saúde o Manejo da Coinfecção Tuberculose-HIV (TB-HIV) o Odontologia para pacientes com comprometimento sistêmico o O fazer da Saúde Indígena o Oftalmologia na Atenção Básica à Saúde o Programa de Qualificação para Profissionais de Regulação do Sistema Único de Saúde o Projeto de Qualificação em Nefrologia Multidisciplinar o Política de saúde LGBT o PORTOS - Português online para a saúde o Saúde da População Negra o Saúde das Populações do Campo, da Floresta e das Águas o Saúde das mulheres na Atenção Básica: protocolo clínico para enfermagem o Saúde Sexual e Reprodutiva o Situações Clínicas Comuns na Atenção Primária à Saúde o Tuberculose o Uso Terapêutico de Tecnologias Assistivas o Vacinação contra o Papilomavírus Humano (HPV) o Vigilância em Saúde o Zika  Cursos já ofertados    
Você está aqui Início›Cursos abertos Vigilância em Saúde
Oferecidos pela Universidade Federal do Maranhão (UNA-SUS/UFMA), os cursos de formação em Vigilância em Saúde visam prover saberes referentes ao modelo de Vigilância em Saúde centrado na pessoa, família e comunidade, considerando particularidades culturais, de gênero e níveis de diversidade da população.
Nesse sentido, serão ofertados 12 cursos autoinstrucionais a fim de estimular a educação continuada para os profissionais da área da saúde e gerar, no exercício de sua prática, novas competências e posturas adequadas ao modelo de atenção proposto.
Este curso tem como objetivo fazer com que o aluno seja capaz de reconhecer as políticas e as ações de vigilância em saúde destinadas à prevenção das violências e acidentes. Para isso, faz uma revisão teórica dialogada sobre precedentes, marcos legais e teóricos sobre as políticas e programas relacionados a violências e acidentes de trânsito, e também qualifica os profissionais para que sejam capazes de identificar as principais características, cenário e impactos desses agravos na saúde pública e demais setores.  Público-alvo: Profissionais atuantes no SUS, prioritariamente os vinculados à Vigilância em Saúde, nos âmbitos federal, estadual e municipal, assim como acadêmicos em geral.  Matrículas: Podem ser realizadas até 31 de dezembro, pelo link.  Carga horária: 30 horas 
Este curso tem como objetivo fazer com que o aluno seja capaz de reconhecer a vacinação como atividade inserida no conjunto das ações da Atenção Primária em Saúde no contexto de
uma unidade de saúde, sob a responsabilidade de uma equipe de saúde, integrante do SUS municipal e que se articula às esferas estadual e federal.  Público-alvo: Profissionais atuantes no SUS, prioritariamente os vinculados à Vigilância em Saúde, nos âmbitos federal, estadual e municipal, assim como acadêmicos em geral.   Matrículas: Podem ser realizadas até 30 de novembro, pelo link.   Carga horária: 30 horas 
 
O curso trata dos conceitos, transmissão, epidemiologia e aspetos sociais das ISTs mais prevalentes no Brasil, além dos princípios da Política Nacional de ISTs, HIV/Aids e hepatites virais.   Público-alvo: Profissionais atuantes no SUS, prioritariamente os vinculados à Vigilância em Saúde, nos âmbitos federal, estadual e municipal, assim como acadêmicos em geral.   Matrículas: Podem ser realizadas até 31 de outubro de 2017, pelo link.   Carga horária: 30 horas 
 
Nesse curso, o aluno irá conhecer melhor a vigilância epidemiológica no âmbito das DCNT, os fatores de risco na redução da morbidade e importantes programas, políticas e ações articuladas que norteiam as condutas para o enfrentamento dessas doenças no Brasil.
Com carga horária de 30h, divididas em 3 unidades de 10h, o objetivo é fazer com que o aluno seja capaz de reconhecer as ações de vigilância em saúde no contexto da Política Nacional de Promoção da Saúde e os principais inquéritos populacionais em doenças crônicas não transmissíveis.
Todo o material do curso foi construído a partir de situações de aprendizagem que oportunizam a reflexão crítica acerca da situação das DCNT no Brasil e na localidade onde os alunos se inserem.
  Público-alvo: Profissionais atuantes no SUS, prioritariamente os vinculados à Vigilância em Saúde, nos âmbitos federal, estadual e municipal, assim como acadêmicos em geral.   Matrículas: Podem ser realizadas até 30 de setembro de 2017, pelo link.   Carga horária: 30 horas 
 
O conteúdo da formação é baseado na Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (PNSTT), de 2012. A diretriz tem como objetivo  garantir o direito a um ambiente de trabalho saudável, evitando doenças e acidentes relacionados ao ofício. Para tanto, prevê ações de promoção, reabilitação e vigilância em saúde.
Os conteúdos visam o reconhecimento de aspectos da Política com ênfase nas ações de Vigilância em Saúde e Atenção Primária na promoção, prevenção e proteção da saúde dos trabalhadores. Também será discutido o processo de construção da diretriz, com adoção de princípios, diretrizes e estratégias para o bem comum da classe. 
 Público-alvo: O público-alvo são profissionais atuantes no Sistema Único de Saúde (SUS), prioritariamente os vinculados à Vigilância em Saúde, mas também estará acessível a demais interessados no tema.  Matrículas: Podem ser realizadas até 23 de setembro de 2017, pelo link.  Carga horária: 30 horas 
 
A capacitação traz informações sobre os aspectos epidemiológicos, clínicos e laboratoriais necessários para diagnosticar, tratar, recuperar e acompanhar oportuna e adequadamente os casos da doença na atenção primária.
É dividido em duas unidades. A primeira trata de vigilância e controle e, a segunda, do manejo de pacientes com leishmaniose visceral.
 Público-alvo: Profissionais atuantes no SUS, prioritariamente os vinculados à Vigilância em Saúde, nos âmbitos federal, estadual e municipal, assim como acadêmicos em geral.  Matrículas: encerradas! Alunos podem acessar até 14 de setembro de 2017, pelo link.   Carga horária: 30 horas 
 
O curso Organização das ações para vigilância, prevenção e controle de doenças transmitidas por Aedes aegypti, tem como objetivo discutir as principais ações para o controle de doenças transmitidas por Aedes aegypti nos municípios. Nesta oferta, serão abordados aspectos clínicos e epidemiológicos; diagnóstico; manejo; tratamento e ainda, as ações de vigilância e educação em saúde para doenças transmitidas por Aedes aegypti.  Público-alvo: Profissionais atuantes no SUS, prioritariamente os vinculados à Vigilância em Saúde, nos âmbitos federal, estadual e municipal, assim como acadêmicos em geral.  Matrículas: encerradas. Alunos podem acessar até 20 de junho, pelo link.  Carga horária: 30 horas 
 
O curso Vigilância do óbito infantil, fetal, materno e por causas mal definidas tem como objetivo  apresentar o processo histórico da construção do Direito à Saúde no Brasil e o panorama epidemiológico da mortalidade infantil, fetal e materna e as relacionadas às causas mal definidas, fazendo uma interseção entre seus principais determinantes condicionantes e causalidade, assim como as ações exercidas pelas equipes de Vigilância em Saúde e Atenção Primária. A carga horária é de 30h, divididas em três módulos de 10h.  Público-alvo: Profissionais atuantes no SUS, prioritariamente os vinculados à Vigilância em Saúde, nos âmbitos federal, estadual e municipal, assim como acadêmicos em geral.  Matrículas: Podem ser realizadas até 24 de maio de 2017, pelo link.  Carga horária: 30 horas 
 
O curso visa contextualizar e coletivizar o processo de planejamento por meio dos instrumentos legais previstos no Sistema Único de Saúde. Para tanto, descreve os instrumentos de Gestão e planejamento do SUS instituídos pelos atos normativos do PLANEJASUS e a sua aplicabilidade na Vigilância em Saúde.
 Matrículas: encerradas!  Público-alvo: aberto a interessados, mas voltado especialmente ao profissional atuante no SUS, prioritariamente aos vinculados à Vigilância em Saúde, nos âmbitos federal, estadual e municipal, assim como acadêmicos da área de saúde.  Carga horária: 30h
 
Em breve:
Vigilância em Saúde: Análise de situação de saúde: conceitos, interpretação e uso dos indicadores de saúde
Vigilância, prevenção e controle da hanseníase e outras doenças relacionadas à pobreza
Vigilância, prevenção e controle da tuberculose

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BYA ACS

Montagem criada Bloggif

Total de visualizações de página

▲ Topo